Início | Institucional | Sobre o portal | Anunciar | Publicidade | Ajuda
 
 

  Eventos


  TopCar




Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram 690 vítimas mortais só no ano passado,

Menos 690 para consciencializar...

 

   Pininfarina apresenta versão de produção do desportivo H2
Publicado em 2018-03-09 na categoria Carros ecológicos / Modelos hidrogénio


Controlado pela indiana Mahindra desde 2015, o estúdio Pininfarina vai produzir um super desportivo eléctrico alimentado por hidrogénio. Chamado H2 Speed, ele fora apresentado no Salão de Genebra de 2016 como conceito, sendo eleito o melhor protótipo do evento. A variação definitiva, exposta na edição desse ano da mostra suíça, terá apenas 12 exemplares montados. Ao seu lado, o lançamento tem a companhia de outro conceito, chamado HK GT.

Criado em parceria com a franco-suíça GreenGT, o H2 Speed é o primeiro carro a hidrogenio de alto desempenho. Sem homologação para as ruas, o modelo possui quatro motores eléctricos, instalados em cada uma das rodas, energizados por baterias alimentadas por célula de combustível movida a hidrogenio. São 653 cv, que levam o coupe de zero a 100 km/h em 3,4 segundos e até os 300 km/h. Do escape sai apenas vapor de água. No tanque, os 8,6 kg do material são repostos em cerca de três minutos.

Para desenvolver o H2 Speed, a Pininfarina uniu-se à GTGreen. Na criação do conceito HK GT, a italiana aliou-se à asiática Hybrid Kinetic Group. Segundo o estúdio, o modelo é uma reinterpretação dos granturismos de luxo, com 2+2 lugares. Com 4,98 metros de comprimento, o cupê tem linhas que “ocultam” a carroçaria corpulenta, mas escondem algo ainda mais precioso: o sistema de propulsão.

Tal qual o H2 Speed, ele também é formato por quatro motores eléctricos, instalados cada um em uma das rodas. A Pininfarina afirma que o conjunto rende “mais de 1.088 cv”, levando o HK GT de zero a 100 km/h em 2,7 segundos, com máxima de 350 km/h. A autonomia “sem emissões” fica em torno de 160 km, mas pode ultrapassar os 1.000 km com extensores de distância. Quais são eles? Há três opções: um sistema a hidrogenio como o do H2 Speed, um gerador por microturbina apto a consumir praticamente todo tipo de combustível (gás, etanol, gasolina, diesel etc) ou um propulsor a combustão tradicional.

 

 
Informe Abusos | Mapa do site | Copyright | Franchising | Contactos
Classicar.pt 2009
Desenvolvido por
CRIATIVA Web Design

Pesquisa
Registo
Insira o termo a pesquisar no classicar.pt

 
 
Pesquisa de Notícias
Data:           
Marca: